Como prevenir erros durante o home office

home office

A LogMeIn listou os principais deslizes que as pessoas comentem quando começam a trabalhar remotamente e que podem atrapalhar a continuidade dos negócio. De acordo com uma pesquisa recente da empresa, 53,78% dos brasileiros se disseram preparados para o trabalho remoto em tempo integral.

Pensando nisso, muitos ficariam surpresos com a frequência com que os instintos em relação à melhor forma de se comportar trabalhando de casa podem estar errados. Muitos acreditam que mudar para o trabalho remoto é simples, mas a verdade é que hábitos típicos de escritório podem atrapalhar. Uma boa ideia evitar os erros “contraintuitivos” que as pessoas cometem ao começar a trabalhar em home office é lutar contra alguns hábitos ao fazer a mudança:

  • Transformar a estratégia de trabalho remoto em uma nova versão do escritório. É tentador acreditar que o trabalho remoto deve ser como o escritório para ter sucesso, mas nem sempre é o caso. Existem vantagens e desvantagens que precisam ser negociadas.
  • Não ser claro com suas diretrizes. Há tanta tecnologia excelente disponível para trabalho remoto que pode ser tentador não capacitar funcionários remotos para utilizar ferramentas oficiais e seguras.

Com esses hábitos em mente, o GoTo by LogMeIn preparou uma lista para explorar algumas maneiras de evitar erros no planejamento para o trabalho remoto:

Participar muitas e muitas reuniões

Quando as pessoas começam a trabalhar de casa, a tentação é criar a sensação de que estão no escritório. Na verdade, uma das principais preocupações das pessoas (37% dos entrevistados) é a falta de interação humana. Mas quando o pêndulo oscila muito para o outro lado e aparecem muitas reuniões, ele começa a consumir o tempo produtivo.

O que há no trabalho remoto que faz com que as pessoas queiram fazer mais reuniões do que o necessário? Isso não aconteceria no escritório e, por isso, o mesmo deve acontecer com o trabalho remoto. Embora as videoconferências de check-in com uma equipe remota sejam importantes, é ideal resistir à tentação de complicar demais o home office criando mais reuniões do que o necessário.

Não “delinear” o processo de trabalho remoto

Muitos imaginam que a terceirização do trabalho remoto significa que manter uma função sem intervenção. Mas lembre-se de que é muito importante orientar as equipes remotas, mesmo que não seja marcando reuniões com muita frequência.

Como identificar um meio-termo? Aqui estão algumas maneiras de delinear esse processo para que uma equipe possa consultar gestores sempre que ficarem confusos sobre suas responsabilidades enquanto trabalham de casa:

  • Contrate ou capacite sua equipe para serem self-starters e comunicadores fortes. Tudo começa com o processo de contratação e capacitação de equipes. O ideal é ser objetivo e selecionar membros para a equipe que sejam conhecedores de tecnologia e capazes de se comunicar como parte de uma equipe remota.
  • Crie uma política de trabalho remoto flexível. Por exemplo, certifique-se de delinear o tempo ideal para o autocuidado de todos os funcionários. Também é um dever compartilhar a política de trabalho remoto para que todos possam consultá-la quando ficarem confusos sobre suas responsabilidades.

Tratar o home office como uma casa

Quando você está em casa, é tentador relaxar. É permitido usar calças de moletom. É permitido dar um pulo na cozinha para um lanche rápido. É permitido fazer pausas quando necessário.

Trabalhar em casa pode ser ainda mais perturbador do que em um escritório, mesmo para os que estão acostumados a um ambiente de escritório onde colegas de trabalho aparecem constantemente. Do ponto de vista do empregador, é preciso estabelecer maneiras positivas para que os funcionários reduzam suas distrações. Do ponto de vista do funcionário, o ideal é tentar criar um espaço adequado para o escritório, separado do resto da sua casa e, se possível, trabalhar apenas nesse mesmo espaço. Isso ajuda a criar um limite entre o tempo pessoal e o tempo de trabalho, reforçando um ambiente sem distrações.

Esses erros são bastante comuns para quem nunca trabalhou remotamente antes. Por isso, é importante investir tempo e esforço para evitá-los e criar uma estrutura de trabalho remota que funcione para todos.Para mais informações sobre como o portfólio de ferramentas de comunicação unificada e colaboração do GoTo by LogMeIn podem ajudar nesta jornada de adaptação ao trabalho remoto em tempo integral, acesse goto.com/pt

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.