Uncategorized

Como ganhar 10 anos de vida (real) com jogos

Share this post

Para começar o ano, nada melhor do que um vídeo que ensina como ganhar mais anos de vida (real) jogando games. Pois é o que a designer de jogos Jane McGonigal sugere para o público da TED, aquela fundação que organiza palestras bacanas de no máximo 20 minutos.

Jane resgata um estudo no qual pessoas expressam seus maiores arrependimentos no leito de morte para defender que os games não são um desperdício de tempo como muitos imaginam. Por exemplo, ela comtrapõe o primeiro arrependimento – “eu queria não ter trabalhado tanto” – com o desejo de passar mais tempo com a família. E cita uma pesquisa que sugere que pais que jogam games com os filhos têm relacionamentos mais fortes com eles na vida (real).

O bacana é que todos or argumentos de Jane em favor dos jogos eletrônicos são calcados em estudos recentes de renomadas universidades norte-americanas. Mais legal ainda é que tudo começou depois de ela ter criado um game para ajudá-la a se recuperar de uma fase depressiva decorrente de uma séria concussão, quando chegou a ter pensamentos suicidas.

Jane termina a palestra jogando com seu público. Ela, que havia prometido no início da palestra mais 7,5 minuto de vida para os espectadores, surpreende dizendo que os exercícios podem garantir mais 10 anos. Enfim, veja o vídeo e compartilhe com seus parentes e amigos:

Dica extra: acompanhe o que rola sobre games nas redes sociais em cur.to/games.

Deixe uma resposta

Uncategorized

Como ganhar 10 anos de vida (real) com jogos

Share this post

Para começar o ano, nada melhor do que um vídeo que ensina como ganhar mais anos de vida (real) jogando games. Pois é o que a designer de jogos Jane McGonigal sugere para o público da TED, aquela fundação que organiza palestras bacanas de no máximo 20 minutos.

Jane resgata um estudo no qual pessoas expressam seus maiores arrependimentos no leito de morte para defender que os games não são um desperdício de tempo como muitos imaginam. Por exemplo, ela comtrapõe o primeiro arrependimento – “eu queria não ter trabalhado tanto” – com o desejo de passar mais tempo com a família. E cita uma pesquisa que sugere que pais que jogam games com os filhos têm relacionamentos mais fortes com eles na vida (real).

O bacana é que todos or argumentos de Jane em favor dos jogos eletrônicos são calcados em estudos recentes de renomadas universidades norte-americanas. Mais legal ainda é que tudo começou depois de ela ter criado um game para ajudá-la a se recuperar de uma fase depressiva decorrente de uma séria concussão, quando chegou a ter pensamentos suicidas.

Jane termina a palestra jogando com seu público. Ela, que havia prometido no início da palestra mais 7,5 minuto de vida para os espectadores, surpreende dizendo que os exercícios podem garantir mais 10 anos. Enfim, veja o vídeo e compartilhe com seus parentes e amigos:

Dica extra: acompanhe o que rola sobre games nas redes sociais em cur.to/games.

Deixe uma resposta

Related stories